Salvador | Bahia | Brasil

A Cultura de Salvador

A  Bahia tem uma cultura muito diversificada dentro do Brasil. Também tem um belíssimo acervo muito rico de obras arquitetônicas e religiosas em Salvador. Tem as  mais típicas manifestações culturais populares, assim como a música cujo gênero musical é o Axé,  que surgiu por volta dos anos 80, nas manifestações populares do carnaval de Salvador, cuja sua mistura é o  maracatu, frevo, reggae, forró e calipso.  O termo  “Axé” vem da saudação religiosa do Candomblé  e Umbanda que quer dizer energia positiva.

Candomblé em Salvador Iemanja no Rio Vermelho de Salvador
Candomblé em Salvador Iemanja no Rio Vermelho de Salvador


A dança também provém dos negros africanos, praticada no “samba de roda”, denominada  capoeira, com seus  movimentos ágeis, que mexe o corpo todo,  mistura de dança e de luta. O maculelê segue o mesmo rítimo da dança   agregada na dança com bastões e facão.  A diferença entre as outras lutas é que a capoeira tem todo aquele toque mágico,  pois a  música vem dos instrumentos artesanais como o berimbau, pandeiro e atabaque.  Por volta de 1870, as baianas começaram a migrar para o sudeste procurando emprego,  faziam festas e dançavam com roda de samba, para vender os famosos “acarajés” e gamelas feitas de madeira.  A dança de roda foi o que deu origem para o samba dos cariocas.

Capoeira no Pelourinho de Salvador Baianas no Candomble em Salvador da Bahia
Capoeira no Pelourinho de Salvador Baianas no Candomblé


O Candomblé  é uma das mais fortes expressões culturais baianas.  Esta religião faz parte da história, está no sangue do povo.
É possível assistir à cerimônias religiosas tradicionais nos terreiros de candomblé , participando também das homenagens divinas aos santos como Iemanjá, Ogun ou Xangô.
A Bahia é a terra de todos os santos, ritos e mitos. 
As suas características próprias, provém da rica miscigenação entre índios, o português colonizador e o negro da Angola, que foi feito escravo durante muito tempo. 

Cultura Culinária de Salvador

A culinária baiana vem de origem africana, com seus famosos temperos de sabores fortes como o azeite de dendê, leite de côco, pimenta e gengibre. 
Há também os pratos herdados pelos portugueses, denominados “culinária sertaneja” .
A farinha “de guerra” provém da culinária indígena tupinambás e tapuias. 
É também muita rica no artesanato, a produção de cerâmica feita artesanalmente e assados em  fornos artesanais é conhecida como a mais bonita da região de Salvador.